Como o Kumon desenvolve o autodidatismo?

19/09/2019
Kumon Brasil Kumon
Compartilhe:

Todos têm capacidade de buscar o próprio potencial de forma autônoma. A aprendizagem independente torna a pessoa proativa, motivada a desenvolver-se constantemente, além de aumentar a criatividade e o domínio sobre vários assuntos.

 

Sem precisar de um mentor, o autodidata caracteriza-se como alguém curioso, questionador e com a habilidade de obter conhecimento sozinho. Assim, fora da sala de aula, ele procura meios para complementar os estudos. No entanto, quem deseja ativar essa competência deve dispor de um material de apoio e um método capaz de avaliar seu progresso.  

 

No Kumon, o aluno avança conforme o próprio ritmo, sem se ater à idade ou série escolar, e conta com orientação e planejamento individualizados, além de outras ferramentas as quais o ajudam a adquirir disciplina e autonomia. “O nosso objetivo é que, por meio do autodidatismo, ele tenha iniciativa para ler, pensar e solucionar os exercícios por si”, explica a coordenadora pedagógica Bruna Duarte Vitorino, do Setor de Qualidade.   


Abaixo, compreenda como a metodologia desenvolve o autodidatismo.

Planejamento individualizado 

Oferecemos um cronograma adaptado às necessidades do aluno. Ele inicia a partir do ponto mais adequado à sua capacidade e, gradativamente, progride para assuntos com mais desafios. A partir desse recurso, ele cria uma rotina, assimila melhor as informações e evolui de modo rápido e eficiente, sem pressão nem sobrecarga.

Orientação individualizada

No Kumon, o aprendizado é individualizado. Caso tenha dúvidas, o estudante pode esclarecê-las com o orientador, que fornece dicas e feedback sobre os resultados. O orientador também é responsável por observar a habilidade acadêmica e definir um plano voltado às especificidades de cada um.      

Material didático autoinstrutivo

Os materiais são divididos em estágios para que o aluno aprimore suas potencialidades tranquilamente. Por isso, ele começa no nível fácil e, aos poucos, alcança graus mais complexos. Os conteúdos são bem distribuídos, a fim de evitar o acúmulo de informações. Também contêm explicações e exemplos, o que possibilita o estudo autodidata. “Enquanto ele descobre o conhecimento pelo próprio esforço, aumenta a aptidão de levantar hipóteses, solucionar e relacionar o que aprende com o mundo ao seu redor”, diz Bruna.  

Capacidade de leitura

A linguagem é a base do autodidatismo. Por meio dela, conseguimos ampliar o vocabulário, compreender diversos textos, raciocinar com facilidade e extrair conteúdos para o nosso crescimento. Diante disso, o Kumon estimula a leitura e a escrita, aperfeiçoando competências fundamentais para o vestibular e a vida adulta.   

 

“Aquele que superou seus limites conhece na prática como se desenvolver ainda mais”, disse o professor Toru Kumon. Clique aqui e saiba sobre o nosso método.

Tags: kumon, método, aprendizado

Artigos relacionados

Receba conteúdos exclusivos do Kumon
Aceita receber informações do Kumon?
Política de privacidade