Alfabetização infantil: qual a idade indicada e como começar?

31/03/2022
Kumon Brasil
Compartilhe:

A alfabetização infantil começa bem antes do ensino das letras e palavras


O universo da leitura e da escrita é mágico, e muitos pais não veem a hora de iniciar a alfabetização infantil com seus filhos.


Mas você sabe dizer qual é a hora certa para isso?


Ou como iniciar a alfabetização de uma criança?


O processo de alfabetização na Educação Infantil passa pelo desenvolvimento de uma série de habilidades.


Ele começa bem antes de seu filho saber o que são as letras. Por isso, é muito importante trabalhar de forma lúdica com as crianças.


As brincadeiras possuem um papel primordial na aprendizagem nesta fase, e com a alfabetização não é diferente.


Ler para as crianças, cantar e desenvolver a coordenação motora fina são formas de trabalhar de maneira divertida habilidades que serão necessárias para aprender a ler e escrever.


Neste texto, você vai entender melhor a importância do ambiente alfabetizador na Educação Infantil, quando e como iniciar a alfabetização, qual o melhor método de alfabetização infantil e como o Kumon pode ajudar seu filho a desenvolver seu máximo potencial.


método Kumon desenvolve habilidades essenciais para seu filho aprender a ler e escrever. Saiba mais! 


Leia mais:


O que é alfabetização infantil?


A alfabetização infantil é o processo pelo qual a criança desenvolve as capacidades de ler e escrever: ferramentas essenciais para se comunicar, construir o pensamento e instigar a sua criatividade e imaginação.


Este processo começa bem antes de seu filho ir para a escola ou ter contato com o ensino das letras e palavras. 


Ele tem início em casa, com o aprendizado da linguagem e da comunicação. Quando a criança compreende os sons e escuta palavras, já está de alguma forma iniciando seu processo de alfabetização.


Mas é na escola que este conhecimento assume uma forma estruturada, quando o aluno conhece as letras, fonemas, aprende a formar sílabas e palavras.


Qual a importância da alfabetização infantil?


Existe muita diferença entre saber ler o que está escrito, ou seja, decodificar, e realmente compreender e interpretar o texto que está sendo lido.


A esta diferença, inclusive, é dado o nome de analfabetismo funcional.


De acordo com o Indicador de Analfabetismo Funcional, o índice de analfabetos funcionais no Brasil entre 15 e 64 anos é de 30% (há 20 anos, era de 40%).


Mas o que isso tem a ver com a alfabetização infantil?


Tudo!


Crianças que chegam à fase de começar a aprender de maneira mais estruturada com habilidades inadequadas de pré-alfabetização não conseguem acompanhar a decodificação.


Isto prejudica a transição para a leitura pelo significado.


Assim, a Educação Infantil é muito importante para desenvolver as habilidades que possibilitarão formar crianças leitoras e que pensam criticamente.


Ao se familiarizar com as palavras, o pequeno descobrirá o mundo, entenderá seus direitos e deveres e conseguirá evoluir de modo independente. 


Qual a idade certa para iniciar a alfabetização?


Nos primeiros seis anos de vida, as funções cerebrais estão se estruturando. 


Portanto, essa é a melhor fase para estimular seu filho à linguagem, visto que ele terá facilidade para absorver informações. 


A partir de que idade este aprendizado será estruturado é algo que não é consenso entre os especialistas.


De acordo com a Base Nacional Comum Curricular (BNCC), isto deve ocorrer até o segundo ano do Ensino Fundamental.


Porém, todos concordam que nesta fase a aprendizagem deve ser tratada de forma lúdica, envolvendo brincadeiras e didáticas que estimulem a curiosidade.


A própria Lei de Diretrizes e Bases da Educação Nacional (LDB) diz que, nesta fase da vida da criança, a educação tem como finalidade seu desenvolvimento integral, nos aspectos físico, psicológico, intelectual e social.


Também é bom lembrar que cada pessoa é única. Ou seja, possui suas próprias facilidades, dificuldades e características.


Assim, é necessário respeitar o estilo de aprendizagem, ritmo de evolução e aprendizado de seu filho.


Como se dá o processo de alfabetização infantil?

A alfabetização infantil começa desde cedo. Entenda o processo de como alfabetizar na educação infantil


Antes mesmo de nascer, a criança é exposta a sons e palavras. 


Assim que nasce, o universo da linguagem é ampliado pela utilização de expressões, linguagem corporal, rimas e cantigas.


Estas atividades atuam no desenvolvimento da linguagem, aprimorando as competências necessárias para o aprendizado da leitura e da escrita.


Ou seja: a alfabetização da criança não se inicia somente quando ela começa a aprender a ler e escrever, mas sim com a ampliação de sua curiosidade e interesse pela leitura e pelas palavras.


Segundo a psicolinguista Emilia Ferreiro, uma das estudiosas com maior influência sobre a educação em nosso país nas últimas três décadas, a alfabetização infantil passa por quatro etapas:


  1. Pré-silábica: Quando a criança ainda não consegue estabelecer uma relação entre as letras e os sons das palavras.

  2. Silábica: A criança passa a interpretar as letras ao seu modo, atribuindo valor de sílaba a cada uma.

  3. Silábico-alfabética: Trata-se de uma evolução da fase anterior, seguindo a mesma lógica. Porém, a criança passa a identificar algumas sílabas.

  4. Alfabética: Ocorre quando finalmente a criança tem domínio sobre o valor das letras e sílabas.


Como iniciar a alfabetização nas crianças?


Para iniciar com segurança o processo de alfabetização infantil, seu filho vai precisar desenvolver a coordenação motora, a autoconfiança e algumas habilidades cognitivas.


A coordenação é dividida em dois tipos: ampla e fina.


A coordenação motora ampla está relacionada ao impulso físico. É aquela que permite à criança correr, brincar e pular.


Já a coordenação motora fina está ligada à capacidade de usar músculos pequenos, como os das mãos, para atividades específicas.


Ela permite que a criança manuseie objetos e realize atividades como recortar, colar, pintar e… escrever.


Por isso, trabalhar a coordenação motora é uma etapa essencial para a alfabetização infantil.


Já a autoconfiança tem uma importância enorme nesta fase repleta de desafios.


Saber que é capaz e que vai conseguir atingir seus objetivos é uma ferramenta poderosa para seu filho conseguir aprender com qualidade e desenvolver seu máximo potencial.


Portanto, não deixe de entender melhor como os aspectos socioemocionais fazem toda a diferença no aprendizado.


E não podemos esquecer das habilidades cognitivas, como atenção, foco, compreensão, memória e a própria linguagem.


Viu só quantas coisas estão envolvidas no processo de alfabetização infantil?


O mais legal é que você pode estimular muitas dessas competências em sua própria casa, de maneira divertida e gostosa com seu filho.


Confira a seguir algumas maneiras de preparar a criança para esta fase tão importante.


1. Ler para ela


A leitura é um componente essencial para a alfabetização infantil.


A criança que tem contato com a leitura e a escrita desde cedo, em sua própria casa, chega à escola com vontade de aprender a ler e escrever.


Isso, claro, facilita seu aprendizado. 


Já as crianças que não têm contato com livros, gibis e outras formas de leitura acabam apresentando mais dificuldades para dominar as capacidades de ler e escrever.


Ou seja: leia para o seu filho!


De forma lúdica e divertida, a leitura desenvolve inúmeras capacidades que serão usadas no processo de aprendizado, como, por exemplo:


  • Memória

  • Atenção

  • Imaginação


Ao ler em voz alta para a criança, você estimula a linguagem, a criatividade e a compreensão da história, ao mesmo tempo em que aumenta o repertório de palavras que ela conhece.


Não esqueça: leia devagar e com clareza para seu filho assimilar bem as palavras. Você também pode indicar com o dedo algumas palavras que estão sendo lidas, para ele iniciar a correspondência visual entre o som e a forma escrita.


Vale lembrar que as obras escolhidas devem ser interessantes e adequadas à fase de aprendizado em que seu filho se encontra.


2. Cantar para criança


Toru Kumon, o criador do método Kumon, reforça desde seus primeiros livros a importância das canções como ferramenta para a alfabetização infantil.


Segundo ele, esta é uma das melhores maneiras de ampliar o vocabulário da criança.


O professor não está sozinho quanto a isso.


Diversos estudos mostram que a música é uma aliada poderosa para o desenvolvimento cognitivo das crianças. 


E mais: é um instrumento importantíssimo para a alfabetização infantil.


Desde que nasce, a criança tem contato com um grande número de cantigas. A interação com rimas e o som das palavras ajuda a assimilar de maneira lúdica, leve e prazerosa.


Esta interação com diferentes sons também é importante para que seu filho aprenda a diferenciar os fonemas e reconhecer padrões entre as palavras.


Além disso, não custa lembrar de que crianças adoram cantar e dançar. Desta forma, a música contribui de forma efetiva para um aprendizado lúdico e divertido.


3. Apresentar diversos materiais


Basta olhar ao redor para perceber como as palavras estão presentes em diversos materiais diferentes.


Jornais, revistas, bilhetes, placas, livros… Ao apresentar materiais diferentes para seu filho, você mostra que a leitura e a escrita são parte da vida cotidiana.


Além disso, aproveite para apresentar à criança diferentes tipos de estilos literários.


Aventura, mistério, poesias e contos de fadas têm o poder de encantar os pequenos e ampliar seu interesse pelos livros e pelo aprendizado.


No Kumon, há uma seleção de livros chamada "Bibliografia Recomendada do Kumon". Ela traz diversas dicas de livros para ler, adequadas a cada fase do desenvolvimento da criança.  


4. Joguinhos de linguagem


O stop, também conhecido como adedonha, salada de frutas (como você chama na sua região?), faz sucesso há muitas gerações.


Para jogar basta papel e caneta. Todos os participantes devem escrever palavras (nomes próprios, países, objetos, cores, animais…) que comecem com determinada letra. 


Quem preencher todas as colunas antes diz “stop”, encerrando a rodada. 


Que tal começar a brincar agora mesmo? Baixe agora mesmo a tabela de stop que preparamos para você:


jogo stop para imprimir


Jogo stop para imprimir: Clique para baixar 



Outro jogo que todo mundo conhece é a forca. Os participantes sugerem letras para formar uma palavra que ainda não conhecem.


A cada erro, uma parte do bonequinho é desenhada.


Para vencer, a criança precisa acertar a palavra antes que o desenho do bonequinho seja completado.


Quais dificuldades podem ser encontradas no caminho?


A alfabetização infantil pode apresentar alguns desafios maiores ou menores, dependendo da capacidade de cada aluno, método de ensino usado, situação familiar e contexto sociocultural.


Pais e educadores precisam estar sempre atentos a estes sinais e, assim, criar novas estratégias e metodologias para superá-las.


Dificuldade ao aprender


As dificuldades de aprendizagem podem acontecer devido a uma infinidade de fatores, que vão desde atrasos no desenvolvimento psicomotor até uma estimulação cultural precária, como pouco ou nenhum contato com livros, por exemplo.


Durante a pandemia de Covid-19 e o distanciamento social, foi possível observar como a limitação no contato e oportunidades de aprendizado das crianças acabou trazendo dificuldades para muitas delas.


Falta de participação da família


A estimulação cultural é fundamental para o processo de alfabetização da criança.


Mesmo que ela vá para a escola, os pais têm a responsabilidade de prover um ambiente que a ajude a desenvolver o gosto pelos estudos e a motive a aprender.


Uma ótima forma de fazer isso é inserir no dia a dia ferramentas que facilitem o processo de aprendizagem, como livros, jogos e canções.


Método de ensino 


Muitas crianças não conseguem aprender simplesmente porque não acompanham o ritmo de suas turmas, divididas por um fator etário.


Ao longo de quase 70 anos, o Kumon tem provado que com um método de estudo focado na individualidade e capacidade de cada pessoa, é possível fazer com que o aluno não só supere as dificuldades como também ultrapasse o nível de sua série escolar.


Como o Kumon te ajuda nesse processo?


O Kumon é um grande aliado da alfabetização infantil.


É muito importante oferecer à criança um suporte de qualidade, que respeite seu ritmo e lhe proporcione os recursos indispensáveis à aquisição das competências necessárias para a alfabetização infantil. 


Logo, contar com a ajuda de especialistas é fundamental.


No método Kumon, os pré-escolares são despertados à leitura e a escrita por meio de atividades lúdicas. 


Os materiais didáticos são coloridos que trabalham as habilidades da criança desde o início, como a coordenação motora fina e a concentração.


Livros de canções e flashcards aperfeiçoam a identificação dos sons, ampliam o vocabulário e permitem que os alunos entrem em contato com o alfabeto e a grafia correta das palavras.


O curso é destinado à formação de leitores e a metodologia trabalha desde a alfabetização até a interpretação de textos complexos. 


Como o intuito é desenvolver o autodidatismo (habilidade de aprender sozinho), seu filho recebe orientação e planejamento individualizados. 


Desse modo, aprimora a confiança, memória, raciocínio e aptidões acadêmicas, características que os acompanharão pelo resto da vida.


Encontre a unidade do Kumon mais próxima e dê esta oportunidade ao seu filho!


Conclusão


Neste post, você pode entender melhor tudo que envolve a alfabetização infantil. 


O processo de aprender a ler e escrever começa bem antes do ensino estruturado, como o aprendizado do alfabeto e das sílabas.


Mesmo antes de nascer, seu filho já pode ouvir sua voz. Após o nascimento, ele passa a compreender que esta é uma forma de linguagem, assim como a expressão corporal.


Aos poucos, ele desenvolve habilidades que serão fundamentais para aprender a ler e escrever, como a coordenação motora, autoconfiança, capacidade de concentração e memória. Estas capacidades devem ser trabalhadas ainda na Educação Infantil. 


Por mais que nem todos os estudiosos concordem sobre quando se inicia a alfabetização, é consenso que ela deve ser tratada de forma lúdica.


E você não precisa nem esperar seu filho entrar na escola para começar a estimular as habilidades que serão necessárias para ele ser alfabetizado.


Desde muito cedo, é recomendado que você leia para a criança, insira músicas e canções infantis em seu dia a dia e apresente uma grande variedade de materiais que possam estimular seu interesse e aguçar a curiosidade.


Além disso, você pode contar com a ajuda do método Kumon para desenvolver desde cedo o máximo potencial de seu filho.


Usando uma metodologia comprovadamente eficiente, que respeita as individualidades e o ritmo de cada aluno, o Kumon é um grande aliado da alfabetização infantil.


O curso de Português do Kumon desenvolve a capacidade que cada aluno possui para aprender a ler e compreender diversos tipos de textos, e desperta o gosto pela leitura. 


À medida que a criança avança no material didático, desenvolve cada vez mais suas competências para continuar lendo e compreendendo obras cada vez mais complexas.


Como você pode perceber, assimilar o universo das palavras desde cedo faz toda a diferença para criar uma base sólida e encantar a criança para que ela desenvolva o gosto pela leitura.

Tags: pré-escolar, português, alfabetização

Artigos relacionados

Receba conteúdos exclusivos do Kumon
Aceita receber informações do Kumon?
Política de privacidade
Para garantir ainda mais transparência em como usamos seus dados pessoais aqui no Kumon, nós atualizamos nossa Política de Privacidade. Caso queira consultá-la, clique aqui. Utilizamos cookies para garantir a melhor experiência no nosso site. Ao continuar a navegar neste site, você concorda como o seu uso. Para saber mais sobre o uso de cookies, clique aqui.