Interpretação de texto: saiba o que é e 10 dicas para melhorar a sua

24/03/2022
Kumon Brasil
Compartilhe:

Interpretação de texto é fundamental para o pensamento crítico.

Interpretação de texto é entender o sentido do que está escrito, em vez de apenas saber o que está escrito.


Somente esta frase já diz bastante coisa sobre o texto de hoje (pelo menos para quem sabe como interpretar o que lê!).


A compreensão e interpretação de texto dão origem a uma forma mais crítica de pensar. Esta capacidade vai muito além das aulas de português ou da redação em concursos vestibulares, trazendo muitos benefícios ao longo da vida.


Nos estudos, a leitura e interpretação de texto exercem influência direta sobre o desempenho do aluno em outras matérias, inclusive as que parecem não ter nada a ver com isso, como matemática ou física.


Ao compreender melhor os enunciados dos exercícios, o aluno tem mais chances de obter resultados positivos e chegar à resposta correta.


Neste post, você vai entender o que é interpretação de texto, além de conferir algumas dicas de como interpretar um texto corretamente. Vamos em frente?


No curso de português do Kumon, o aluno aprende a interpretar textos de forma crítica. Saiba mais!


Leia mais:


O que é interpretação de texto?


Interpretação de texto nada mais é que conseguir entender o que está escrito em um texto, não só a partir do ponto da alfabetização, mas de maneira crítica, pensando e refletindo com base nas informações absorvidas.


Ou seja, é muito mais que compreender o significado do que está escrito. É ter instrumentos para ir além do que foi exposto e criar uma opinião própria.


Diferenças entre compreensão de texto e interpretação de texto


Questões ligadas à compreensão de texto normalmente têm maior relação com o autor e utilizam algumas destas formas:


  • O texto diz que

  • Segundo o autor

  • De acordo com o que foi lido

  • O texto informa que

  • O escritor sugere que


Já as questões de interpretação de texto estão mais ligadas a quem lê, e menos a quem escreveu. Elas consideram as ideias ou conclusões às quais o leitor pode chegar com base no que está escrito. Normalmente são formuladas da seguinte maneira:


  • Conclui-se que

  • A partir do que foi lido, pode-se dizer que

  • O texto permite entender que

  • Com base no texto, deduz-se que

  • Pode-se concluir que


Como melhorar a interpretação de texto? Confira 10 dicas


Se você já está craque na interpretação de texto, deve ter percebido como ela é uma capacidade fundamental para o sucesso, não só nos estudos ou na carreira, mas para a vida toda.


Para você começar agora a desenvolver esta habilidade tão importante, confira algumas atividades e dicas de como interpretar um texto corretamente.


1. Leitura


Vamos começar pelo óbvio. Se você quer compreender melhor o que lê, precisa, antes de mais nada, ler.


Para alguns pode parecer um pouco difícil no início. Porém, depois que criar o hábito de ler, você deixa de ver esta atividade somente como um exercício e passa a desfrutar do imenso prazer e de todos os benefícios trazidos pela leitura.


2. Questionamentos


Aprenda a questionar o que lê. Pode ser um livro, um conto de fadas, um post nas redes sociais, uma mensagem ou uma notícia.


O mais importante é saber como fazer uma leitura ativa, refletindo e fazendo perguntas sobre o texto, em vez de apenas absorver a informação.


3. Dicionário


Para compreender um texto em sua plenitude, é preciso entender todas as palavras que estão nele.


Muitas vezes, dependendo da palavra, ela pode alterar o sentido de uma frase ou mesmo do conteúdo inteiro.


Um bom hábito é ler com um dicionário – físico ou online – sempre por perto. Hoje em dia os principais dicionários da língua portuguesa contam com versões online, e também há uma grande quantidade de aplicativos para celular.


Dependendo do aparelho ou sistema que você usa para ler livros digitais, é possível inclusive marcar a palavra desconhecida e consultar seu significado durante a leitura.


4. Atenção


Atualmente as pessoas lidam com um volume de informação muito superior ao que seus pais ou avós precisavam lidar.


Somos impactados com textos o dia todo, seja em redes sociais, aplicativos de mensagens ou posts como este. Diante de tantos estímulos, é natural que estas informações sejam consumidas mais rápido e menos profundamente.


Isso acontece, principalmente na internet, por meio de uma espécie de leitura dinâmica. Ou seja, ler saltando palavras, linhas ou mesmo parágrafos, “passando os olhos” pelo conteúdo.


Mas se você quer realmente melhorar a capacidade de interpretar textos, precisa ler devagar e com bastante atenção. Alguns textos mais complexos, como os livros cobrados no vestibular, vão exigir ainda mais concentração.


Nestes casos, nada de atrapalhar o foco com celular, televisão ou outras distrações enquanto está lendo. E quanto mais calmo, tranquilo e bem iluminado o local, melhor.


5. Reescrita

Reescrever é uma ótima forma para quem busca como aprender a interpretar textos

Quando você entende e interpreta um texto, significa que é capaz de transmitir seu conteúdo para outras pessoas e explicar o que leu.


Ao expor suas ideias, exercita a escrita e o pensamento crítico, além da habilidade de redigir de forma lógica e estruturada.


Reescrever textos ou fazer resenhas de livros, por exemplo, são uma ótima maneira de praticar estas habilidades.


Ao fazer isso, você logo sentirá necessidade de apresentar argumentos que embasem o que está sendo dito, melhorando não só a interpretação de texto, mas também o pensamento crítico, raciocínio lógico e vocabulário.


5. Ler devagar e sem parar


Sempre que se deparar com um texto novo, procure fazer uma primeira leitura geral, para compreender todo o contexto.


Esta é uma forma de, mesmo sem compreender algum ponto específico, ter uma visão global sobre o que é o texto.


Em seguida, você pode reler tudo com mais calma, dedicando mais atenção aos pontos em que tenha maior dificuldade.


6. Destacar palavras desconhecidas


Quando estiver lendo, mantenha ao seu lado uma caneta colorida ou marca-texto.


Se encontrar alguma palavra que não conhece, destaque-a com a caneta e siga em frente na leitura.


Isto tem tudo a ver com a dica anterior.


Fazendo isso você não interrompe a leitura e consegue ter uma ideia do contexto geral do que está lendo.


Depois, você pode voltar e pesquisar no dicionário o que significa cada palavra nova que marcou. Inclusive, preste atenção para ver se ela altera ou não o contexto do que você havia lido.


7. Leia em voz alta


Como já explicamos aqui no blog, existem inúmeros estilos de aprendizagem.


Ler o texto em voz alta ajuda a trabalhar outra forma de absorver o conteúdo, por meio da fala e da audição.


Além disso, ler em voz alta impede que você faça uma leitura dinâmica, contribuindo para um foco maior no que está escrito.


Acredite: isto pode fazer toda a diferença na sua interpretação de texto.


8. Faça resumos


Você pode fazer resumos do que leu por parágrafos, capítulos ou temas.


Isto ajuda a exercitar a leitura atenta e crítica. Durante este exercício, não tenha medo de colocar suas opiniões no resumo.


Esta é uma ótima forma de saber se você está interpretando o texto corretamente.


9. Anote à mão


Um estudo publicado na revista Psychological Science demonstrou que quem anota as coisas à mão consegue lembrar melhor delas do que quem faz isso digitando. Se você busca saber como memorizar o que estudou, esta é uma excelente dica!


Uma explicação possível é a de que quem anota as coisas usando papel e caneta tende a prestar mais atenção nelas.


Ainda, meios digitais oferecem facilidades que não estimulam a memória, como a busca por palavras ou a possibilidade de copiar e colar.



10. Explique o que leu


Pode ser para um amigo, um familiar ou para você mesmo.


Ao explicar algo que leu, você conseguirá saber exatamente que partes compreendeu melhor e quais não ficaram muito claras.


Também precisará exercitar sua capacidade de resumo e de interpretação de texto, inclusive construindo ideias com início, meio e fim.


Qual a importância de se ter uma boa interpretação de texto?


Interpretação de texto não é algo que se encontra somente dentro das paredes da escola ou nos editais de concursos. Ela faz parte do cotidiano desde que a criança é bem pequena, mesmo que de forma não-verbal.


Olhando de maneira mais prática, saber como interpretar textos desenvolve a capacidade de raciocínio e o pensamento crítico: habilidades que fazem toda a diferença para quem deseja alcançar melhores resultados nas provas, vestibulares ou concursos.


Além disso, saber como interpretar o que lê aumenta o domínio que o indivíduo tem sobre determinada informação.


Esta é a base para construir argumentos, pensar criticamente, se comunicar melhor e absorver mais conhecimentos sobre o mundo.


Comunicação


Saber se comunicar é essencial para a sobrevivência dos seres humanos. Se um bebê chora por algum motivo, e os pais não entendem esta necessidade, não é só a comunicação que falha – mas toda uma espécie.


Esta necessidade de comunicação nos acompanha por toda a vida. Qualquer que seja a carreira que a pessoa escolher, ela provavelmente não vai trabalhar sozinha, e temos quase certeza em afirmar que ela não vai viver em uma bolha.


Ou seja, todo mundo, em algum momento, vai precisar se comunicar com seus colegas de forma escrita, seja por e-mails, mensagens ou memorandos. E quanto mais clara for esta comunicação, mais chances de sucesso.


Diante disso, é evidente que as habilidades linguísticas e de comunicação precisam ser exercitadas. Mas como?


Ao ler textos com olhar crítico, ampliamos horizontes e aumentamos nossa capacidade de comunicação.


Leitura

Ler é essencial para a interpretação de texto e desenvolvimento da criança.


A leitura é fundamental para o desenvolvimento da criança. E tem sido cada vez mais importante para o futuro dela.


Nos vestibulares, Enem, provas e concursos públicos, a leitura interpretativa ganha mais relevância ano a ano. E isso não acontece somente nas provas de português ou literatura.


Independente da matéria, é preciso uma boa capacidade de interpretação de texto para entender claramente os enunciados das questões e aumentar as chances de respondê-las corretamente, ou diminuir o tempo para isso.


Muitos estudantes podem, inclusive, ter bastante domínio e conhecimento do conteúdo de exatas, como matemática, física e química, e mesmo assim não conseguir acertar alguma questão por não compreenderem o que está sendo pedido.


Compreensão


Segundo o Indicador de Analfabetismo Funcional, o índice de analfabetos funcionais no Brasil entre 15 e 64 anos é de 30% (há 20 anos, era de 40%).


Analfabeto funcional é aquela pessoa que, por mais que saiba ler e escrever, não consegue compreender textos simples. Ou seja: não consegue interpretar o que lê e, por consequência, pensar de maneira crítica.


Saber interpretar um texto é condição fundamental para elevar o nível de compreensão e entendimento do mundo que nos cerca, não só de forma escrita, mas no todo, por meio do desenvolvimento de um olhar crítico para todas as situações.


Interpretação


Saber se comunicar e interpretar o que está sendo dito ou lido é o primeiro passo para evitar conflitos, que vão desde pequenos mal-entendidos até preconceitos, extremismos e opiniões baseadas em falsos argumentos.


Vivemos em tempos em que as notícias falsas, ou fake news, ganham cada vez mais força e são transmitidas com uma velocidade espantosa, ficando muitas vezes difícil saber o que é verdade ou não.


Neste contexto, a interpretação de texto funciona como um filtro para identificá-las e não ser uma vítima da desinformação.


Exercícios de interpretação de texto para treinar


E aí, pronto para colocar em prática o que aprendeu até agora?


A seguir, você encontra duas questões para testar seus conhecimentos.


Questão 1 (Enem 2013)


Adolescentes: mais altos, gordos e preguiçosos


A oferta de produtos industrializados e a falta de tempo têm sua parcela de responsabilidade no aumento da silhueta dos jovens. “Os nossos hábitos alimentares, de modo geral, mudaram muito”, observa Vivian Ellinger, presidente da Sociedade Brasileira de Endocrinologia e Metabologia (SBEM), no Rio de Janeiro. Pesquisas mostram que, aqui no Brasil, estamos exagerando no sal e no açúcar, além de tomar pouco leite e comer menos frutas e feijão.


Outro pecado, velho conhecido de quem exibe excesso de gordura por causa da gula, surge como marca da nova geração: a preguiça. “Cem por cento das meninas que participam do Programa não praticavam nenhum esporte”, revela a psicóloga Cristina Freire, que monitora o desenvolvimento emocional das voluntárias.


Você provavelmente já sabe quais são as consequências de uma rotina sedentária e cheia de gordura. “E não é novidade que os obesos têm uma sobrevida menor”, acredita Claudia Cozer, endocrinologista da Associação Brasileira para o Estudo da Obesidade e da Síndrome Metabólica. Mas, se há cinco anos os estudos projetavam um futuro sombrio para os jovens, no cenário atual as doenças que viriam na velhice já são parte da rotina deles. “Os adolescentes já estão sofrendo com hipertensão e diabete”, exemplifica Claudia.


DESGUALDO, P. Revista Saúde. Disponível em: http://saude.abril.com.br. Acesso em: 28 jul. 2012 (adaptado).


Sobre a relação entre os hábitos da população adolescente e as suas condições de saúde, as informações apresentadas no texto indicam que


a) a falta de atividade física somada a uma alimentação nutricionalmente desequilibrada constituem fatores relacionados ao aparecimento de doenças crônicas entre os adolescentes.


b) a diminuição do consumo de alimentos fontes de carboidratos combinada com um maior consumo de alimentos ricos em proteínas contribuíram para o aumento da obesidade entre os adolescentes.


c) a maior participação dos alimentos industrializados e gordurosos na dieta da população adolescente tem tornado escasso o consumo de sais e açúcares, o que prejudica o equilíbrio metabólico.


d) a ocorrência de casos de hipertensão e diabetes entre os adolescentes advém das condições de alimentação, enquanto que na população adulta os fatores hereditários são preponderantes.


e) a prática regular de atividade física é um importante fator de controle da diabetes entre a população adolescente, por provocar um constante aumento da pressão arterial sistólica.


Questão 2 (Fuvest 2014)


A civilização “pós-moderna” culminou em um progresso inegável, que não foi percebido antecipadamente, em sua inteireza. Ao mesmo tempo, sob o “mau uso” da ciência, da tecnologia e da capacidade de invenção nos precipitou na miséria moral inexorável. Os que condenam a ciência, a tecnologia e a invenção criativa por essa miséria ignoram os desafios que explodiram com o capitalismo monopolista de sua terceira fase.


Em páginas secas premonitórias, E. Mandel1 apontara tais riscos. O “livre jogo do mercado” (que não é e nunca foi “livre”) rasgou o ventre das vítimas: milhões de seres humanos nos países ricos e uma carrada maior de milhões nos países pobres. O centro acabou fabricando a sua periferia intrínseca e apossou-se, como não sucedeu nem sob o regime colonial direto, das outras periferias externas, que abrangem quase todo o “resto do mundo”.


1: Ernest Ezra Mandel (1923-1995): economista e militante político belga.


O emprego de aspas em uma dada expressão pode servir, inclusive, para indicar que ela


I. foi utilizada pelo autor com algum tipo de restrição;

II. pertence ao jargão de uma determinada área do conhecimento;

III. contém sentido pejorativo, não assumido pelo autor.


Considere as seguintes ocorrências de emprego de aspas presentes no texto:


A. “pós-moderna” (L. 1);

B. “mau uso” (L. 2);

C. “livre jogo do mercado” (L.6);

D. “livre” (L. 7);

E. “resto do mundo” (L. 9).


As modalidades I, II e III de uso de aspas, elencadas acima, verificam-se, respectivamente, em


a) A, C e E

b) B, C e D

c) C, D e E

d) A, B e E

e) B, D e A


Respostas


Questão 1


Alternativa “a”. A alternativa correta ratifica as causas que o texto aponta sobre a presença de doenças crônicas e obesidade entre os adolescentes, mencionando tanto os maus hábitos alimentares como a falta de atividade física devido à preguiça.


Questão 2


Alternativa correta: a) A, C e E


O uso das aspas no texto indicam algumas intenções do autor:


“Pós-moderna”: o autor entende que ainda existem algumas restrições sobre o uso desse termo, seja por ser incerto ou pouco aceito pela comunidade acadêmica. O termo pós-moderno indica uma fase que começou após o modernismo, no entanto, alguns autores se referem a esse momento por “contemporaneidade”.


“Livre jogo do mercado”: as aspas aqui foram usadas pois essa é uma expressão usada na área da economia e, portanto, trata-se de um jargão. Ela indica a liberdade do mercado em atuar sem intervenção do estado.


“Resto do mundo”: o autor usou aspas nessa expressão para indicar que existe um caráter pejorativo nela do qual ele não compartilha, ou seja, não concorda.


Aproveite e faça também nosso Quiz de Língua Portuguesa para testar seus conhecimentos e entender como está o seu desempenho!


Como aprender a interpretar textos com o método Kumon?


O curso de português do Kumon é voltado para a formação de leitores. O método tem como objetivo desenvolver a capacidade de leitura, o pensamento crítico e a interpretação de texto. 


Essas aptidões são essenciais para o aluno adquirir o autodidatismo e conseguir assimilar conteúdos de qualquer disciplina, sentindo-se preparado para estudar por conta própria.


Absorver o universo das palavras desde cedo faz toda a diferença para criar uma base sólida e encantar a criança para que ela desenvolva o gosto pela leitura.


No Kumon, o aluno vai progredir e ampliar seus conhecimentos independentemente do ano escolar, por meio da orientação individualizada e no ritmo certo, avançando continuamente de forma progressiva.


Incentivo à leitura


O Kumon de Português desenvolve a capacidade que cada aluno possui para aprender a ler e compreender diversos tipos de textos, e desperta o gosto pela leitura. 


As habilidades de raciocínio, vocabulário e interpretação de texto são exponencialmente ampliadas conforme você aprende a gostar de ler.


À medida que os alunos vão avançando no material didático, desenvolvem cada vez mais suas capacidades para continuar lendo e compreendendo obras cada vez mais complexas.


Para ajudar a desenvolver o gosto pela leitura e a capacidade de compreensão, o Kumon oferece a Bibliografia Recomendada do Kumon, com dicas de leitura de obras de diversos gêneros listadas em ordem de dificuldade. 


A BRK ajudou a formar muitos leitores apaixonados por livros, prontos para explorar ao máximo seu próprio potencial. E está pronta para fazer o mesmo por você!


Aprendizado de acordo com cada ritmo


É importante estimular o interesse pela leitura e interpretação de texto desde cedo. No Kumon isso é feito dia a dia – a cada tarefa realizada, a criança ganha consciência de seu próprio potencial.


Por meio de uma programação de estudo exclusiva, os alunos evoluem gradativamente e se sentem cada vez mais incentivados a buscar novas literaturas. Você começa os estudos com conteúdos que sejam confortáveis para você e se desenvolve a partir daí.


Com a orientação individualizada guiamos a evolução do aluno passo a passo, de forma leve e intuitiva.


Material didático direcionado


No Kumon, você se torna capaz de compreender e redigir textos cada vez mais complexos, sobre os mais diversos assuntos.


O material didático é elaborado para desenvolver progressivamente as habilidades de leitura, ao proporcionar o contato com diferentes tipos de textos.


A complexidade dos textos e o vocabulário são sequenciados de modo a respeitar o ritmo do aluno, ao mesmo tempo em que aumentam sua capacidade de interpretar o que lê.


Desta forma, você cria um forte elo com diferentes tipos de literatura, desenvolvendo a habilidade de interpretar o que está escrito e aguçando a curiosidade por demais assuntos.


Sempre tem Kumon por perto. Descubra a unidade mais próxima de você


Conclusão


Neste post, você entendeu como a interpretação de texto é algo que faz parte do dia a dia e vai muito além das salas de aula.


A capacidade de compreender o que está escrito e a partir daí raciocinar criticamente, construindo as próprias opiniões, é importante tanto para os vestibulares, provas, concursos e carreira quanto para uma boa relação com as pessoas.


Quem sabe interpretar textos tem mais chances de sucesso nos estudos, na profissão e na vida de maneira geral.


Algumas formas de desenvolver esta competência são escrever resenhas e resumos, usar um dicionário, manter a concentração, pensar de maneira crítica, sempre questionando, e ler muito.


Você também pode alcançar resultados incríveis com o Kumon de Português. Ele é voltado para a formação de leitores e trabalha a alfabetização e os estudos com base na interpretação de texto.


Além disso, o método desenvolve habilidades e capacidades como a concentração e disciplina, que são para a vida toda. Ficou curioso? Então visite nosso site ou uma unidade e saiba tudo o que o Kumon tem a oferecer!

Artigos relacionados

Receba conteúdos exclusivos do Kumon
Aceita receber informações do Kumon?
Política de privacidade
Para garantir ainda mais transparência em como usamos seus dados pessoais aqui no Kumon, nós atualizamos nossa Política de Privacidade. Caso queira consultá-la, clique aqui. Utilizamos cookies para garantir a melhor experiência no nosso site. Ao continuar a navegar neste site, você concorda como o seu uso. Para saber mais sobre o uso de cookies, clique aqui.