O Kumon é bom para quem tem dificuldade de aprendizagem?

19/12/2018
Kumon Brasil Kumon
Compartilhe:


Para quem conhece o método, essa pergunta é fácil de responder: com certeza! Para muitas crianças, como Eduardo Servilha, estudar no Kumon significa superar dificuldades e passar a ter gosto pelo aprendizado. Hoje com 8 anos, Eduardo foi diagnosticado aos 4 com TDAH - Transtorno do Déficit de Atenção com Hiperatividade.

A condição de Eduardo, claro, refletia-se nos estudos. O menino tinha dificuldade para aprender. Seus pais procuraram diversas alternativas para ajudá-lo, mas nenhuma apresentou um resultado realmente eficaz. Até que eles conheceram o Kumon.


Mudança de comportamento

Visitando uma unidade do Kumon, o pai, Fernando Servilha, gostou bastante da proposta do método. Ele e a mulher procuraram saber mais e descobriram que o método ajudava crianças com dificuldade na escola. Há três meses, a família decidiu fazer uma nova tentativa e matricular Eduardo no Kumon.

Dessa vez funcionou! Apesar de Eduardo estar começando os estudos, os pais já estão muito felizes com o desenvolvimento do filho. Eles contam que, antes, precisavam sentar com Eduardo para que ele fizesse as tarefas da escola. Hoje, quando perguntam se há lição, ele não só responde que já a fez como diz que ela estava fácil!

"Hoje o Eduardo já consegue realizar leituras de textos menos silabadas e pausadas, compreendendo o que está escrito. Antes isso não acontecia, ele só entendia quando nós líamos o texto ou o enunciado de uma lição para ele."

- Pais de Eduardo

Entusiasmo em estudar

Em todas as atividades em que foi matriculado, Eduardo se sentiu desmotivado e desistiu. Aconteceu com a natação, o escoteiro e o judô. Mas não com o Kumon! Hoje ele é o primeiro a se trocar, a querer ir à unidade e a dizer que não vai desistir, realizando as tarefas com entusiasmo e interesse, sem que os pais precisem insistir.

Mesmo sem precisar insistir para que Eduardo faça as tarefas, a participação dos pais nos estudos é fundamental. Eles contam que se esforçam para realizar as tarefas diariamente, nem que seja enquanto aguardam uma consulta ou exame. Na família de Eduardo, todo tempo é bem aproveitado com os estudos!

Tags: método, português

Artigos relacionados

Receba conteúdos exclusivos do Kumon
Aceita receber informações do Kumon?
Política de privacidade