Modelo de franquia: como funciona, quais são e como investir em 2022?

28/04/2022
Kumon Brasil
Compartilhe:

Foto de duas executivas apertando as mãos e sorrindo. O modelo de franquia é uma ótima opção para empreender.

O modelo de franquia é bem diferente de um negócio tradicional.


Nele, o empreendedor já conta desde o primeiro dia com a força, experiência e reconhecimento de uma marca conhecida no mercado e com modelo de negócios testado na prática.


Tudo isso confere mais segurança ao negócio e maiores chances de prosperar. Por isso mesmo, as franquias têm sido cada vez mais procuradas por quem deseja empreender.


Há diversos setores de atuação, como educação, alimentação e vestuário, por exemplo. Mas as escolhas do futuro franqueado vão além disso.


Neste artigo, você vai conhecer quais são os tipos de franquias existentes, independentemente da área de atuação escolhida, e conhecer algumas vantagens desse modelo de negócios.


Descubra como funcionam as franquias de educação do Kumon e por que elas são a melhor opção para empreender.


Leia mais:


O que é um modelo de franquias?


O sistema de franquias permite que uma marca expanda sua atuação cedendo os direitos de uso da marca e modelo de negócios a outros empreendedores.


Trata-se de uma maneira segura de empreender, principalmente para quem não deseja começar um negócio do zero.


Mas nem todo modelo de franquia é igual. Há basicamente três modelos para classificar as franquias de acordo com suas características:


  • Negócio

  • Atuação geográfica

  • Remuneração


Conhecer mais a fundo cada modelo é importante para direcionar melhor as suas escolhas na hora de decidir por uma franquia e fazer o planejamento estratégico do negócio.


Como funciona o modelo de franquias?


O modelo de franquia trata-se basicamente de conceder os direitos de expansão de um negócio. Essa relação se dá entre franqueado e franqueador.


O franqueador já possui uma marca consolidada e um modelo de negócio testado no mercado. Ao adquirir a franquia, o franqueado paga pelo direito de reproduzir esta fórmula, além de receber orientação na gestão da empresa.


Além disso, o franqueado também tem acesso a transferência de tecnologia, treinamentos e suporte de marketing, entre outras contrapartidas, dependendo do tipo de negócio e tipo de franquia.


Se você deseja abrir o seu negócio desta forma, é importante conhecer alguns exemplos de franquia e entender qual modelo é mais adequado para você, como veremos a seguir.

Quais são os tipos de franquias?

Foto de duas executivas determinadas, sorrindo e com os braços cruzados. Há muitos tipos de franquia disponíveis para quem quer abrir o próprio negócio.


Nem toda franquia funciona da mesma maneira. A empresa que vende franquias, ou franqueadora, pode determinar como considera melhor expandir os seus negócios.


Esse conjunto de determinações resulta em um modelo de franquia, e influencia diretamente a relação entre a empresa franqueadora e o franqueado.


Ele estabelece, por exemplo, a forma de conduzir o negócio, a quantidade de unidades que o franqueado pode abrir, onde elas podem ser instaladas e de que forma a franqueadora será remunerada.


Franquia de negócio


Este tipo de franquia classifica as empresas de acordo com a maneira de conduzir o negócio. A forma escolhida define como será a relação entre o franqueado e a franqueadora.


Franquia individual


É o mais conhecido. O novo negócio é instalado em um ponto comercial que já funcionava como tal. Não há restrições em relação às atividades que eram exercidas ali pelo empreendimento anterior.


Franquia de conversão


Neste caso, o negócio do empresário é “absorvido” pela franquia. Ambos atuam no mesmo setor e o franqueado transfere para a franqueadora sua tecnologia e know how. O negócio pode seguir no mesmo ponto comercial, aproveitando os clientes já existentes.


Franquia combinada


Como o nome diz, a franquia combinada concentra várias franquias complementares em um mesmo ponto comercial. Por exemplo, o mesmo franqueado possui uma franquia de lavanderia e outra de costura para oferecer um serviço integrado.


Franquia de miniunidades


O modelo de miniunidades trabalha com pontos comerciais pequenos e versáteis, como quiosques, carrinhos ou lojas pequenas.


Franquia Shop in Shop


Neste tipo de franquia o franqueado instala uma franquia dentro do mesmo ponto comercial onde já tem outra franquia. Pense em um quiosque de cosméticos dentro de um salão de beleza, por exemplo.


Franquia de atuação geográfica


Este modelo de franquia classifica as unidades de acordo com o local onde serão instaladas. Há cinco tipos principais de franquias que compõem essa modalidade.


Franquia unitária


Na franquia unitária, o franqueado pode implantar apenas uma unidade franqueada, em um local determinado pela franqueadora. Existe a possibilidade de operar com exclusividade.


Franquia múltipla


E se uma franquia unitária atinge seu limite de crescimento? Neste caso, o franqueado pode optar por uma franquia múltipla, expandindo sua área de atuação de forma local ou regional.


Franquia regional


O franqueado adquire o direito de implantar o negócio em uma área geográfica determinada, podendo variar o número de unidades e fazer parcerias na região.


Franquia master


Assim como no exemplo de franquia anterior, o franqueado opera dentro de uma região determinada. Neste caso, porém, pode expandir os negócios abrindo subfranquias.


Franquia de representação


A franqueadora cede ao franqueado o direito de atuar como um franqueador, sendo responsável por vendas de franquia, treinamentos, suporte e publicidade, entre outros.


Franquia de remuneração


Este modelo de franquia leva em consideração a forma como o franqueado remunera a empresa franqueadora. São basicamente três categorias de atuação.


Franquia pura


É o tipo de franquia mais conhecido. A franqueadora oferece todo o suporte para a abertura e funcionamento da unidade, e é remunerada com a taxa de franquia e royalties sobre a rentabilidade do negócio.


Franquia mista


Trata-se de um modelo parecido com o anterior, porém a empresa franqueadora também atua como fornecedora (pense no setor de alimentação). Com isso, há uma taxa de fornecimento, além da taxa de franquia e os royalties.


Franquia de distribuição


Neste caso não são cobrados royalties, como acontece em grande parte das franquias. A empresa franqueadora é remunerada pelos produtos e serviços distribuídos, o que diminui os custos iniciais mas aumenta os gastos posteriores com impostos e taxas.


Franquias e negócios tradicionais: entenda as diferenças


Se você chegou até aqui, provavelmente está dando os primeiros passos para empreender. E uma das escolhas mais importantes que quem deseja ter um negócio precisa fazer nesse momento é: abrir uma franquia ou começar do zero?


Há muitas diferenças entre os dois. Ao abrir a própria empresa, o empreendedor possui toda a liberdade para tomar decisões. Por outro lado, deve assumir a responsabilidade por elas.


Criação da marca, planejamento estratégico, lançamento e marketing para atrair e manter clientes, escolha do ponto de venda, conhecimento da legislação… Estas são apenas algumas das tarefas e competências de quem abre um novo negócio do zero.


Já no sistema de franquias, grande parte disso já foi feito ou é assumido pela franqueadora. Esta característica torna o modelo mais seguro e com maiores chances de crescimento.


Por outro lado, o empreendedor não possui liberdade total para atuar, já que deve seguir muitas determinações da empresa que vende franquias. Este fator costuma ser compensado pelo suporte na gestão, treinamentos e assessoria.


Lei de franquias


Outra diferença primordial entre os dois tipos de negócio é que as franquias são regulamentadas por lei.


Ela determina os direitos e deveres de cada uma das partes, franqueado e franqueador, o que torna o modelo de franquia mais transparente e confiável.


Investimento


Foto de uma mulher vestida casualmente sentada no chão, usando celular e computador. O modelo de franquia oferece opções em diversos setores e em diferentes valores.


Se você possui vontade de empreender, mas não conta com um grande capital para investir, o modelo de franquia é uma ótima alternativa.


Existem opções a partir de menos de mil reais! Mas fique atento, pois a taxa de franquia não é o único gasto envolvido nesta conta. Ainda é preciso levar em consideração o capital para instalação e o capital de giro.


Para quem pode investir um pouco mais, as microfranquias de educação são uma excelente opção.


O que caracteriza uma microfranquia é o investimento inicial de até R$ 105 mil, segundo a Associação Brasileira de Franchising (ABF).


Custos


Os custos de uma franquia giram basicamente em torno da taxa de franquia, capital para instalação e capital de giro, além dos royalties mensais (dependendo do modelo de franquia).


Já um negócio tradicional demanda outros tipos de gastos, como verba de marketing e propaganda, assessoria jurídica e contábil, treinamentos e gastos com materiais.


Exemplos de franquia para abrir em 2022/2023


Entre as vantagens do modelo de franquia, está a possibilidade de escolher inúmeros formatos de negócios, de acordo tanto com o potencial de investimento do empreendedor quanto com as oportunidades de mercado.


Entender que tipos de franquias têm mais possibilidade de dar certo em determinadas regiões ou setores é um dos grandes segredos para um negócio de sucesso.


Lojas físicas


Trata-se de um modelo tradicional e que dá certo. Mesmo com o crescimento do e-commerce, aumentando ao longo do tempo e impulsionado pela pandemia de Covid-19, as lojas convencionais ainda representam cerca de 88% das franquias brasileiras.


O formato oferece muitas opções de produtos e serviços para o franqueado escolher, e está presente em quase todos os segmentos de franchising.


Por outro lado, este tipo de empresa necessita de um bom ponto comercial, gastos com estrutura e instalação, custos com aluguéis e manutenção, entre outros investimentos expressivos.


Quiosques


Se os custos envolvidos na abertura de uma loja física são muito altos para você, ou simplesmente assustam quem está iniciando, um quiosque pode ser uma boa alternativa.


Os valores de instalação são muito menores que os de uma loja física, assim como os gastos com funcionários, aluguel e reformas.


Além disso, quiosques podem ser instalados facilmente em locais com bastante circulação de pessoas, podendo facilmente adaptar-se a um modelo shop in shop ou de franquia combinada.


Como seu espaço é menor e um pouco mais específico, este tipo de franquia não oferece tantas opções quanto o de lojas físicas.


Escolas de idioma


Investir em franquias de educação é uma excelente escolha, já que este é um dos maiores mercados do mundo.


Além de ser um setor sólido, esse tipo de negócio permite ao empreendedor trabalhar com um propósito maior, focado no desenvolvimento das pessoas.


As escolas de idioma, como o Kumon de Inglês, ainda contam com algumas características bem vantajosas:


  • Recorrência de faturamento

  • Renovação contínua da carteira de clientes

  • Baixa necessidade de estoque

  • Grande demanda

Quais as vantagens de se investir em franquias?

Foto de duas executivas posando sorridentes e confiantes. A franquia oferece muitas vantagens para a empresa franqueadora e para os franqueados.


Independente do tipo de franquia escolhido, este é um negócio que oferece muitas vantagens para quem deseja empreender ou diversificar os investimentos.


A seguir, você poderá conhecer mais alguns benefícios de escolher uma franquia em vez de um negócio tradicional.


Marcas consolidadas


Uma grande vantagem de adquirir uma franquia é poder trabalhar desde o primeiro dia de atuação com uma marca reconhecida.


Negócios que começam do zero levam muito tempo, às vezes anos, para construir a credibilidade e solidez que, no caso das franquias, o empreendedor possui assim que abre as portas.

Modelo de negócio eficiente


Assim como acontece com a marca, definir um modelo de negócios eficiente é um dos maiores desafios de quem está começando a empreender.


No caso das franquias, este modelo já está definido e foi testado, aprimorado e validado na prática.


Suporte operacional e estratégico


O sistema de franquias permite que o negócio cresça rapidamente, pois conta com todo o know how da franqueadora para desenvolver a empresa.


O suporte abrange treinamento, contabilidade, questões tributárias, aspectos jurídicos, escolha do ponto comercial, entre outros assuntos com os quais quem empreende de forma tradicional pode ter um pouco de dificuldade ou levar mais tempo para entender e colocar em prática.


Facilidade para captar clientes


Neste ponto, abrir uma franquia traz dois tipos de vantagens: o primeiro é que a marca já é conhecida, então o negócio nasce com credibilidade e muitas vezes com uma clientela.


Outro ponto é a captação de clientes utilizando ferramentas de marketing, propaganda e relacionamento. As melhores franqueadoras não poupam esforços para divulgar o negócio de seus franqueados.


Redução de riscos


Ao adquirir uma franquia, existe uma expectativa de que ela gere resultados e tenha sucesso, já que se baseia em um modelo que deu certo outras vezes.


Assim, as chances de o negócio fechar são reduzidas, o que torna o sistema de franquias mais seguro.


Os números comprovam: em 2021, o índice de mortalidade das franquias foi de apenas 5,5%, segundo dados da Associação Brasileira de Franquias (ABF).


Uma grande diferença em relação aos Microempreendedores Individuais (MEI), por exemplo, que chegaram a cerca de 29%.


Dúvidas frequentes


Após ler esse post, esperamos que você esteja craque no assunto. Se ainda restou alguma dúvida, consulte os tópicos abaixo ou deixe seu comentário.


Quais são os modelos de franquia?


As franquias possuem modelos de negócio diferentes. Eles são definidos de acordo com a forma de conduzir a empresa, a quantidade de unidades que o franqueado pode abrir, onde elas podem ser instaladas e de que forma a franqueadora será remunerada.


Como construir um modelo de franquia?


A franqueadora deve decidir se quer expandir sua atuação por meio do sistema de franquias. A partir daí, um plano é traçado e o modelo de franquia é definido. Este plano deve ser rentável tanto para a franqueadora quanto o franqueado e atender aos objetivos do negócio.


Quais são os exemplos de franquia para 2022/2023?


O mercado de franchising está bastante otimista em relação às franquias de entretenimento e lazer, serviços para empresas e cuidados pessoais, além de setores que sempre estão em alta, como microfranquias de educação, idiomas e alimentação.


Baixe o e-book e confira todas as vantagens de ser um franqueado do Kumon!


Conclusão


Quando comparamos o modelo de franquia com os negócios tradicionais, é possível perceber que o primeiro oferece uma série de vantagens, principalmente para empreendedores que estão começando ou aqueles que desejam menor risco na operação.


Outro ponto interessante é que muitas franquias exigem um pequeno investimento para começar, sendo que há opções por menos de mil reais disponíveis no mercado.


Ao optar por este tipo de negócio, é preciso prestar bastante atenção nas características da franqueadora, forma de remuneração, contrapartidas oferecidas e modelo de franquia.


O modelo determinará se o empreendedor pode, por exemplo, expandir sua área de atuação, adquirir mais franquias ou trabalhar com negócios complementares.


Há franquias em praticamente todos os setores de produtos e serviços, o que faz delas um excelente negócio para quem quer empreender.


Se é o seu caso, conheça o Kumon e saiba como podemos ajudar a realizar seu sonho de independência profissional e satisfação pessoal!

Artigos relacionados

Receba conteúdos exclusivos do Kumon
Aceita receber informações do Kumon?
Política de privacidade
Para garantir ainda mais transparência em como usamos seus dados pessoais aqui no Kumon, nós atualizamos nossa Política de Privacidade. Caso queira consultá-la, clique aqui. Utilizamos cookies para garantir a melhor experiência no nosso site. Ao continuar a navegar neste site, você concorda como o seu uso. Para saber mais sobre o uso de cookies, clique aqui.