11 curiosidades sobre o Japão

05/12/2018
Kumon Brasil Kumon
Compartilhe:

O Japão se destaca por sua economia forte e seu avanço tecnológico, estando entre os países mais desenvolvidos do mundo. Contudo, por parecer distante da realidade ocidental, a cultura nipônica costuma despertar nosso interesse. Pensando nisso, trazemos a seguir 11 curiosidades sobre o Japão.


11 curiosidades sobre o Japão


1.      Território

O Japão tem uma área total de 377.873 km², sendo pouco maior do que o estado do Mato Grosso do Sul, que apresenta 357 km². Entretanto, mesmo pequeno, o território japonês é extremamente fragmentado, dividido em 47 províncias.

2.      Ilhas, montanhas e vulcões

O Japão é formado por mais de 6 mil ilhas e grande parte delas está localizada no Anel de Fogo do Pacífico, região de encontro de placas tectônicas. Por isso, o Japão tem 200 vulcões e sofre aproximadamente 1500 terremotos por ano.

3.      Monarquia

A nação japonesa é uma monarquia constitucional parlamentar, logo, possui um parlamento, um primeiro-ministro e um Imperador, único soberano no mundo a receber esse título. A dinastia Yamato é considerada a mais longeva da história e ocupa o trono desde o século V.

4.      Hino nacional

O hino do Japão, conhecido como Kimigayo, é tido como o hino nacional mais curto do mundo, contendo apenas uma estrofe. Suas palavras foram retiradas de um tanka, poema de 31 sílabas, do século IX, mas, apesar de tão antigo, o hino só foi oficializado em 1999.

5.      Expectativa de vida

A expectativa de vida japonesa é extremamente alta. Não à toa, a nação nipônica conta com o maior número de centenários do planeta, chegando a ter por volta de 65 mil cidadãos com mais de 100 anos de idade.

6.      Limpeza das escolas

No Japão, não há profissionais contratados para realizar a limpeza das escolas. Os próprios alunos e professores são responsáveis pela manutenção das salas de aula. Essa prática tem o objetivo de promover o respeito, a cooperação e a organização dos espaços públicos.

7.      Prêmios Nobel

Ao todo, 27 japoneses já ganharam um Prêmio Nobel, concedido a pessoas que contribuem para o desenvolvimento da humanidade. O primeiro japonês a receber a medalha foi Hideki Yukawa, em 1949, reconhecido por seu trabalho no campo da física nuclear. Já em 2017, o escritor Kazuo Ishiguro foi o terceiro japonês a ser agraciado com o Prêmio Nobel de Literatura.

8.      MagLev

No Japão, existe um trem que flutua. O MagLev, abreviação de Magnetic Levitation, percorre 1,8 quilômetros em 11 segundos, levitando 10 centímetros acima dos trilhos devido aos efeitos do eletromagnetismo.

9.      Caixa de Correio de Susami

A cidade de Susami, localizada na província de Wakayama, possui uma caixa de correio submersa, situada a 10 metros de profundidade. Anualmente, a caixa recebe cerca de 1500 cartas e cartões–postais, que são recolhidos e colocados no correio local para serem enviados aos destinatários.

10.  O berço do Kumon

O método Kumon surgiu no Japão, em 1954, quando o professor Toru Kumon criou listas de exercícios para ajudar seu filho, Takeshi, a melhorar suas habilidades em matemática. A primeira unidade do Kumon fora do Japão foi inaugurada em 1974, nos Estados Unidos, quando um aluno japonês se mudou para Nova York.

11.  O Kumon de japonês

O material didático de japonês foi criado em 1980, voltado para alunos japoneses e estrangeiros. Hoje, o Kumon de japonês é composto por 15 estágios, com 200 folhas cada, totalizando 3 mil folhas de atividades acompanhadas por áudios que trabalham a compreensão oral.

O método Kumon de japonês, além de ensinar um novo idioma, coloca os alunos em contato com a cultura nipônica. Você tem interesse em conhecer o Kumon de japonês? Acesse nosso site e encontre a unidade mais próxima de você!



Artigos relacionados

Receba dicas do Kumon sobre educação dos filhos
Aceita receber informações do Kumon?
Política de privacidade