Cinco motivos para abrir uma franquia do Kumon

18/01/2019
Kumon Brasil Kumon
Compartilhe:

Além de ser um método de ensino incrível, o Kumon também é um excelente negócio para quem decide se tornar um colaborador ou franqueado. No caso de Anderson Almeida, de 34 anos, a experiência foi completa ele estudou pelo Kumon, trabalhou no Setor de Orientação e hoje é dono da própria unidade.

 

Quer conhecer melhor essa história? Então confira alguns motivos que levaram Anderson a empreender e se tornar um franqueado Kumon. Quem sabe as razões dele são parecidas com as suas, e este é o empurrãozinho que faltava para você começar o seu negócio?

 

1. Ficar perto dos filhos

 

Em 2010, Anderson saiu do Kumon para atuar na área financeira. Depois de oito anos, sua filha nasceu e ele resolveu abrir a própria unidade. Assim ele poderia ficar mais próximo da criança, usando sua experiência profissional para acompanhar de perto o desenvolvimento dela. Tem coisa melhor do que trabalhar com o que você gosta e ainda ficar junto de quem ama?

 

2. Ajudar a fazer um mundo melhor

 

Anderson começou no Kumon em 1999, como aluno de Japonês. Quando completou um ano de estudos, a orientadora o convidou para trabalhar como auxiliar, e ele aceitou na hora! Na unidade, ele ajudava as crianças a aprender as letras e ideogramas japoneses. Pouco tempo depois, Anderson foi convidado a trabalhar na matriz, onde passou quatro anos e pôde contribuir ainda mais para o desenvolvimento de muitos alunos em todo o Brasil.

 

"O que eu mais gostava na empresa, como colaborador, era a sensação de poder contribuir para a sociedade de maneira positiva."

- Anderson Almeida

Audiodescrição: Foto de um homem. Ele é loiro e tem olhos claros. Usa camiseta camiseta branca com a frase #eufaçokumon. Ele está em pé dentro da unidade do Kumon.

3.  Trabalhar perto de casa

 

O Kumon não foi a primeira tentativa de Anderson de empreender. Formado em Administração  Comércio Exterior, ele saiu do Kumon após onze anos de história para empregar todo o seu conhecimento atuando na área financeira. Ele conta que percorria mais de 100 km todos os dias no trajeto até a empresa. Por isso, quando se tornou dono do próprio negócio, Anderson não pensou duas vezes: abriu sua unidade pertinho de casa!

 

4. Orgulho do método Kumon

 

Quem não gosta de ter orgulho do que faz? No Kumon é assim. Ao longo dos anos, Anderson passou a admirar cada vez mais a capacidade de ir atrás de respostas e solucionar problemas proporcionada pelo método. Como estudante, ele desenvolveu a curiosidade, o prazer em aprender assuntos novos, a organização e a disciplina  todas características comuns aos empreendedores de sucesso.

 

"Acho genial a forma de aplicar o método individualmente para cada criança, de acordo com o ritmo de cada uma."

- Anderson Almeida

 

5. Saudade das experiências

 

Como a maior parte dos ex-alunos e colaboradores do Kumon, Anderson se lembra com carinho de todas as experiências boas que a empresa lhe proporcionou. Mas ele não pretende parar por aí, e tem planos de criar novos momentos inesquecíveis, tanto para ele quanto para todos os alunos que passarem por sua unidade.

 

"Eu saí do Kumon, mas o Kumon não saiu de mim!"

- Anderson Almeida


Tags: kumon, franquia

Artigos relacionados

Receba conteúdos exclusivos do Kumon
Aceita receber informações do Kumon?
Política de privacidade