Kumon no Brasil: Unidade Boa Vista

Orientadora: Glaucia Domenico

Kumon: uma organização que nunca para de aprender.
Eu me tornei uma orientadora do Kumon para realizar as aspirações de minha mãe, e a chave para o sucesso de minha unidade é aprender com meus companheiros orientadores.
Ver a forma como minha mãe e seus colegas aprendiam uns com os outros me inspirou a me tornar uma orientadora do Kumon.

Minha mãe foi orientadora do Kumon. Eu a vi trabalhando em sua unidade muitas vezes ao longo dos anos. Lembro do dia em que minha mãe abriu sua unidade como se fosse ontem. Desde aquele dia, eu me sinto cheia de admiração pelos orientadores do Kumon. Minha mãe sempre me incentivou a seguir seus passos. A partir dos 11 anos de idade, ela começou a me levar nas visitas a unidades e reuniões com orientadores. Lembro de ficar fascinada pela forma como os orientadores se reuniam para falar sobre casos de alunos. Esses encontros foram dedicados à busca do potencial de cada um e eu testemunhei a maneira como orientadores experientes compartilhavam seu conhecimento com os demais. A chegada de minha mãe também era ansiosamente esperada pelos outros participantes.
Orientadora Glaucia Domênico

Aprender com os outros orientadores e não prejudicar os alunos

Com o tempo, minha mãe tornou-se muito popular, pois ela havia acumulado muita experiência e foi capaz de prestar suporte aos novos orientadores. Muitos orientadores visitavam sua unidade a fim de aprender com ela. Mais tarde, eu comecei a trabalhar como orientadora na região de Belém, onde recebi uma calorosa acolhida por todos os orientadores e colaboradores de lá. Eu visitei muitas unidades em todo o Brasil e ficava sempre feliz em receber dicas valiosas e o know-how que os orientadores compartilhavam comigo. Por meio das visitas a outras unidades, receber outros orientadores e colaboradores, participar das reuniões regionais, seminários e conferências, fui exposta a grande quantidade de conhecimento, que usei para desenvolver ainda mais minha unidade. Busco diariamente maneiras de aprimorar a orientação.
Certo dia, eu estava preocupada sobre como orientaria determinado aluno. O aluno era capaz, mas eu sentia que não estava conseguindo desenvolver sua capacidade de modo mais pleno e que acabara atribuindo a ele uma quantidade excessiva de revisões. Então, discuti a questão com uma orientadora experiente. Com base em seus conselhos, passei a certificar-me de que os alunos que estudavam o material de língua materna lessem os enunciados, textos e perguntas por completo, relendo suas respostas depois de escrevê-las. Os resultados melhoraram instantaneamente.

Gravar as palavras de Toru Kumon no coração e aprender com colegas do mundo todo

Depois de ver tantos casos, fiquei firmemente convencida de que o método Kumon de educação é excelente para ampliar o potencial das crianças. O Kumon tem melhorado minha vida e a vida de meus alunos. Sinto grande inspiração nas palavras de Toru Kumon, que disse: “O assim está bom não existe, sempre há algo melhor”. Essas palavras estão sempre acima de tudo em minha mente: “Quanto mais você aprende, mais claras suas deficiências se tornam”. Nada deve causar medo ou hesitação ao tentar coisas novas. Eu quero continuar a aprender mais sobre o método Kumon com meus colegas orientadores do Brasil, da América do Sul, do Japão e do mundo todo.

Uma corporação que nunca para de aprender.